ULTIMA NOTICIA

sábado, 17 de setembro de 2016

Faltam médicos especialistas serviços de ambulatórios preçarios são o setor mais cobrados dos políticos em Cajati Vale do Ribeira

 DA MESA DA REDAÇÃO

Cajati não pode parar é o slogan de campanha da atual administração do PSBB que ouvimos nos carros de sons  e vemos nos materiais impressos distribuídos nas ruas. Esse slogan é tão ridículo e de mau gosto é uma afronta às pessoas seria cômico se fosse verdade. Existem hoje setores do município que nunca andou mal engatinha e não combina nada do que vem sendo anunciado. Exemplo disso é a saúde que é um verdadeiro caos, pois não conta com nenhuma especialidade faltam médicos e os serviços de ambulatórios são uns dos piores do Vale do Ribeira e a falta de remédios agravam ainda mais a situação daqueles que precisam do atendimento direto do setor publico.

As pessoas quando precisam de médicos especialistas são obrigadas a se deslocarem para outros municípios ou ate mesmo estados para fazer tratamentos e as que não podem ficam a mercê da sorte correndo serio risco ate de entrar em óbito por falta de uma saúde que atenda a demanda.
Por força de lei estado e município são obrigado a oferecer à população saúde de qualidade Art. 2º À saúde é um direito fundamental do ser humano, devendo o Estado prover as condições indispensáveis ao seu pleno exercício.

1º O dever do Estado de garantir a saúde consiste na formulação e execução de políticas econômicas e sociais que visem à redução de riscos de doenças e de outros agravos e no estabelecimento de condições que assegurem acesso universal e igualitário às ações e aos serviços para a sua promoção, proteção e recuperação.

2º O dever do Estado não exclui o das pessoas, da família, das empresas e da sociedade.
Art. 3º A saúde tem como fatores determinantes e condicionantes, entre outros, a alimentação, a moradia, o saneamento básico, o meio ambiente, o trabalho, a renda, a educação, o transporte, o lazer e o acesso aos bens e serviços essenciais; os níveis de saúde da população expressam a organização social e econômica do País.

Parágrafo único. Dizem respeito também à saúde as ações que, por força do disposto no artigo anterior, se destinam a garantir às pessoas e à coletividade condições de bem-estar físico, mental e social.

 Mas nem todos os gestores publicam tem se preocupados com isso trazendo sofrimento aqueles que precisam do serviço quando podia ser realizados aqui mesmo no município  se tivéssemos uma saúde de boa qualidade. No dia 2 de Outubro teremos eleição  ai é  hora em que o povo não satisfeito tem a oportunidade de através de seu voto mudar o rumo e o destino de seu povo. Abraço a todos ate breve

Postar um comentário

VEJA MAIS

Use do formulário ao final na página para mandar seu recado

Nome

E-mail *

Mensagem *